Você sabe qual é o momento certo para trocar o pneu?

O cuidado com o estado dos pneus do automóvel é uma tarefa muito importante para vários motoristas, pois pneus danificados, carecas ou com bolhas podem causar vários riscos, multa e até um aumento no consumo de combustível.

Existem alguns fatores que devem ser observados para saber a hora certa de trocar, como a maneira que o motorista dirige o carro, a quantidade de carga transportada, estradas nas quais o veículo trafega, tipo do pneu e manutenção, e etc.

E como saber em qual momento é preciso fazer a troca dos pneus? Essa é uma dúvida de muitos motoristas. Mas calma, vamos te ajudar a como verificar os pneus para saber se está na hora de trocá-los.

Danos:
O pneu pode apresentar alguns danos, como, por exemplo, alguma deformação, perfuração ou rasgo. Em razão disso, sempre é bom verificar os pneus pelo menos uma vez ao mês ou antes de qualquer viagem longa. Se você verificar qualquer dano substitua o pneu imediatamente.

Desgaste:
Para saber se há desgaste no pneu primeiramente é preciso achar o local que está o indicador de Desgaste da Banda de Rodagem: o TWI (Tread Wear Indicator). O TWI está localizado na lateral do pneu e este estará sinalizado com uma seta ou a sigla. Nos pneus da Michelin o seu mascote, que está desenhado próximo da banda de rodagem, mostra a direção. O TWI é tipo uma barra de borracha elevada entre os sulcos do pneu e possui 1.6 mm de profundidade. Quando o sulco do pneu estiver no nível do TWI está na hora de trocar o pneu, pois este já é considerado careca.

Prazo de validade:
Os pneus possuem prazo de validade. Os pneus da Michelin têm o prazo máximo de 10 anos após a data de fabricação. Desse modo, recomenda-se a troca do pneu após este prazo mesmo que o pneu aparente estar em bom estado, inclusive o estepe. Entretanto, quando o pneu completar 5 anos é preciso que um profissional avalie suas condições pelo menos uma vez ao ano.

Rodízio de pneus:
O rodízio é a troca dos pneus dianteiros com os traseiros e é feito para equilibrar o desgaste destes, bem como dar uma boa estabilidade ao carro. Recomenda-se que a cada 10 mil quilômetros o rodízio seja realizado. Se possível, quando houver desgaste substitua todos os pneus por novos. Contudo, se não houver essa possibilidade, faça a troca por dois novos pneus e os coloque no eixo traseiro, porque este é o responsável pela estabilidade do veículo.

Fonte do vídeo: UOL Carros

Curtiu? Então compartilhe!
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp